Skip to main content

Blog

Tendências

Pesquisa FATitudes mostra que consumidores estão mais ligados à sustentabilidade dos alimentos

Por 23 de fevereiro de 2022março 30th, 2022Sem comentários
Pesquisa FATitudes Cargill 2021

A relevância e a preocupação com sustentabilidade agora influenciam a maioria das compras em supermercados ao redor do mundo, incluindo as de alimentos embalados como batatas fritas e biscoitos, foi o que mostrou a nova edição da pesquisa global FATitudes realizada pela Cargill.  O levantamento identificou que 55% dos consumidores estão mais propensos a comprar um alimento embalado se identificarem uma ação de sustentabilidade relacionada a ele, o que representa um salto de quatro pontos desde a última edição dessa pesquisa, realizada em 2019.

A importância da pesquisa global FATitudes de 2021 e seu vínculo com sustentabilidade

A FATitudes tem sido fundamental para mapear mudanças no comportamento do consumidor ao redor do mundo e agora vemos que muitas dessas alterações estão relacionadas à sustentabilidade dos alimentos. Entre as perguntas feitas pela Cargill no estudo, aparecem questões sobre conscientização e tomada de decisão em relação a óleos e gorduras encontrados em produtos embalados. A nova pesquisa global, realizada em 2021, incluiu cerca de 6.000 compradores de supermercados brasileiros e de outros 10 países.

No Brasil, 74% dos entrevistados apontam a sustentabilidade como fator importante na hora da compra, o que mostra um crescimento de 13 pontos percentuais em relação ao levantamento anterior.

Mas como ser sustentável na alimentação?

Pela primeira vez, a pesquisa FATitudes também perguntou aos consumidores que tipo de ação sustentável eles valorizam nos fornecedores dos produtos disponíveis nas gôndolas. “Origem sustentável” e “conservação de recursos naturais” encabeçaram a lista, ficando bem à frente de reivindicações mais específicas, como “comércio justo”, “embalagens reduzidas” e “salários justos/decentes” na maioria dos países incluídos na pesquisa.

A pesquisa mostra também o comportamento do consumidor em relação a alguns tipos de óleos presentes nos alimentos industrializados e como grupos demográficos diferem em seus comportamentos de escolha e percepção sobre estes óleos.

Ficou interessado em saber mais o que a pesquisa revelou? Entre em contato, será um prazer dividir mais insights com você.